Leonel Henckes

O Ator da Organicidade e a Cena Contemporânea

O ator da organicidade e a cena contemporanea livro

O livro, que tem prefácio do diretor teatral e professor doutor Luiz Marfuz e texto de orelha escrito pela professora doutora Tatiana Motta Lima, toma a noção de organicidade como uma diretriz ética e poética que atravessa o século XX no ocidente e estuda o processo criativo do ator tendo como ponto de partida a noção de contato na obra do encenador polonês Jerzy Grotowski. Mais do que um trabalho de teoria da atuação, a obra é uma viagem do ator-pesquisador através do seu próprio processo criativo e da visita às suas referências, mestres, técnicas e metodologias de criação. Uma jornada de um ator que tem via da organicidade como base referencial e que procura se entender em diferentes formatos performativos, técnicas e modos de pensar-fazer teatro. É o contato, o encontro com o outro, a chave dos processos criativos na organicidade? E a relação ator-diretor? E o ator da organicidade no teatro digital? Essas e outras perguntas tentam ser respondidas ao longo da jornada.

No livro, além de um percurso teórico, o leitor encontrará relatos vivos de experiências em processos criativos de espetáculos no Brasil e no exterior. Encontrará um ator inquieto e em busca por respostas e por novas perguntas relacionadas a esse ofício tão intrigante que é da atuação.

“O que me fascina na arte da atuação, para além do espetáculo, é a possibilidade de desbravar minha própria humanidade e a do outro. Gosto de metáforas como viagem e jornada para descrever esse processo ininterrupto e infinito de autoconhecimento, experimentação e descobertas. Nesse livro, busquei construir uma estrutura na qual eu pudesse revelar os bastidores do processo não apenas da sala de ensaios, mas, do confronto com rastros de uma poética em processo de feitura.” Leonel Henckes

No prefácio afirma Luiz Marfuz:

“Henckes procurou em lugares geográficos os rastros poéticos das experiências de dois grandes reformadores da cena teatral no século XX, um passado que se aviva e se revitaliza, não mais em busca de um tempo perdido, mas de um tempo a descobrir. Essa reatualização do tempo se dá não só na dissecação de alguns dos elementos fundamentais do processo de trabalho de Stanislávski e Grotowski, que sustentam o eixo teórico do livro, mas também pelos experimentos que resultam dos deslocamentos, quando Leonel Henckes busca aliar teoria e prática, e vice-versa, revistas à luz da organicidade, para gerar experiências que lhe permitiram, in corpus, estabelecer contatos vivos e compreensivos das principais noções que lhe são caras; em especial impulso, contato e organicidade.”

Para o lançamento estão confirmadas as presenças virtuais da professora e pesquisadora gaúcha Adriana Dal Forno, do diretor e ator italiano Mario Biagini, do ator e diretor colombiano Fernando Montes, da atriz grega Christina Kyriazidi, do ator colombiano Matias Maldonado, do ator baiano Aldri Anunciação, da cineasta Lilih Curi e do encenador baiano Luiz Marfuz.

 

Detalhes do produto

  • Editora ‏ : ‎ Cândido; 1ª edição (7 agosto 2021)
  • Idioma ‏ : ‎ Português
  • Capa comum ‏ : ‎ 250 páginas
  • ISBN-10 ‏ : ‎ 6587602177
  • ISBN-13 ‏ : ‎ 978-6587602172
  • Dimensões ‏ : ‎ 16 x 1.5 x 23 cm

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.