MISTURA FINA: APRESENTAÇÃO DE FINAL DA RESIDÊNCIA EM DANÇA

Augusto Soledade apresenta mostra de resultado de residência com dançarinos do Subúrbio Ferroviário de Salvador

Espetáculo tem participação especial do coletivo musical Quabales, da cantora lírica Brenda Cruz e do poeta Alex Simões
 
Nascido na Bahia, mas radicado nos Estados Unidos desde os anos 1990, o coreógrafo Augusto Soledade está de volta a Salvador, como residente do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia, para cumprir uma missão específica: trabalhar e criar com dançarinos em formação do Subúrbio Ferroviário da capital baiana. O resultado de uma empreitada de 40 dias de intenso convívio, abrigado pelo Centro Cultural Plataforma, espaço administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), poderá ser conferido na mostra “Mistura Fina”, que terá sessões nas duas instituições realizadoras: primeiro, um ensaio aberto seguido de bate-papo sobre o processo no Teatro do Goethe-Institut, no dia 20 de julho (sexta-feira), às 19h, e depois uma apresentação final no Centro Cultural Plataforma, no dia 28 (sábado), também às 19h. Os dois eventos são abertos ao público, com entrada gratuita.
 
Como parte da residência com os dez dançarinos selecionados numa audição pública, Augusto Soledade reviveu obras de seu repertório coreográfico, como também criou um trabalho original para o elenco que participa do projeto. O objetivo tem sido de proporcionar aos bailarinos uma experiência na linguagem de dança que Soledade vem desenvolvendo ao longo de sua carreira, e que ele chama de Afro-Fusão: uma abordagem que mescla vários estilos, desde o afro-baiano ao clássico, passando também pelo contemporâneo/moderno e o street dance.
 
O espetáculo vai contar com a participação do coletivo percussivo e vocal Quabales, com os músicos Janderson Costa, Leonardo do Carmo e Vitor Portela; da cantora lírica Brenda Cruz; e do poeta Alex Simões, que compôs especialmente uma poesia a partir do mito de Oxóssi. O elenco é formado pelos dançarinos Carina Santana, Eduardo Guimarães, Filipe Rosário dos Santos, Ismael Soares, João Pedro Lima, Jonas Bueno, Mariana Robledo, Monalisa Azevedo, Pablo Carvalho e Samara Freitas. Além de assinar a coreografia, Soledade divide a criação de figurino com Jonas Bueno.

AUGUSTO SOLEDADE 
– Diretor artístico, fundador e coreógrafo residente da Augusto Soledade Brazzdance, conhecida como Brazz Dance Theater Incorporated, em Miami, Augusto Soledade iniciou seu treinamento de dança na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em um programa com forte ênfase em dança moderna, e treinou com Garth Fagan e Clyde Morgan. Também é formado em jornalismo pela UFBA e obteve seu M.F.A. em Dança da SUNY Brockport em 1998. Foi contemplado com a prestigiada bolsa Guggenheim em Coreografia em 2008. Em 2015, foi premiado pela sétima vez com a Miami Dade Choreographer’s Fellowship, do Miami Dade Cultural Affairs. Em 2012, foi premiado com o Knight Arts Challenge Grant em apoio ao Miami Dance Mecca Project, uma iniciativa implementada pela Augusto Soledade Brazzdance para impulsionar a reputação de Miami como um centro emergente para a dança contemporânea. Muitos outros prêmios e bolsas marcam sua trajetória. Já ensinou em diversas instituições acadêmicas norte-americanas e, atualmente, atua como professor associado em tempo integral em Dança na Nova Southeastern University em Davie, Flórida.
 
VILA SUL – Oficialmente inaugurado em novembro de 2016, o Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia é o terceiro no âmbito geral das 159 unidades do Goethe-Institut existentes no planeta, e primeiro e único da rede no “sul global”, abaixo da Linha do Equador. Sua proposta é de fortalecer interlocuções entre o Brasil e demais países do hemisfério Sul a partir da presença de artistas de todo o mundo. A vinda dos residentes se baseia no seu interesse genuíno em questionamentos que abordem perspectivas do tema ou que promovam o diálogo entre países deste hemisfério. Além de vivenciar a cidade e o estado, os visitantes têm contato com produções e agentes culturais locais, num intercâmbio de referências, experiências e conhecimentos. Entre 2016 e 2018, 49 artistas e agentes culturais já experimentaram esta oportunidade. Atualmente, mais cinco residentes estão hospedados: além de Augusto Soledade, participam a cineasta Akosua Adoma Owusu (Gana/Estados Unidos), a arquiteta e artista visual Cécile Martin (Canadá) e o duo audiovisual jj18 (Alemanha/Estados Unidos).
 
SERVIÇO
“Mistura Fina”

Mostra final de residência do coreógrafo Augusto Soledade no Centro Cultural Plataforma
APRESENTAÇÃO FINAL
Onde: Centro Cultural Plataforma
Quando: 28 de julho (sábado), 19h
Quanto: Gratuito
Realização: Goethe-Institut Salvador-Bahia | Centro Cultural Plataforma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *